Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Terremoto na comunidade

Imagem
Tem uma árvore na rua; inquestionavelmente rainha do pedaço. Mais de trinta metros de altura, tronco popozudo, pele caroquenta, raiz marrenta e copa turbinada. Abriga condomínio de múltiplos espécimes. Macacos tinhosos tiram onda quicando nos galhos. Bípedes alados celebram colorida suruba armando um barraco fenomenal. Borboletas azuis de sangue nobre circulam esnobes entre mariposas do baixo-árvore. À noite, os morcegos agarram-se aos frutos mais duros do que pedra cantando a conquista timidamente. Liquens, musgos, orquídeas, barbas-de-pau, barbas-de-velho e barbas de cílios, e de sobrancelha e de qualquer coisa que se pendure, se agarre, e se alimente de seus oferecidos galhos.A aranha amarela corre atrás do mosquito que procura uma poça limpinha na forquilha, e as formigas trabalham já que o tempo urge e a antipática da cigarra continua cantando o tempo todo. A raiz tentacular da árvore pula rasgando a calçada, seduzindo o canteiro, o meio-fio e onde sua rebeldia determinar. Ela é …

É complicado...

Imagem
- Mãe, o pai é um homem bom?- Claro, meu filho. Lembra aquelas inglesas bêbadas que ele salvou do afogamento? Então.- E o tio Edgar?- Também. Só que ele combate incêndio, deslizamento de encosta, essas coisas.- E isso é proibido?- Proibido? Seu tio salva pessoas. Isso não é proibido. Proibido é matar, roubar...- Então eu posso desobedecer à professora e reclamar com ela se ela me der bronca?- Pode. Vivemos em plena democracia onde podemos reclamar para defender os nossos direitos, desde que não prejudique o próximo e fale a verdade. - Então só vai preso quem mata, rouba e engana os outros?- Sim, devem ser presos e responderem por seus atos porque são bandidos perigosos para a sociedade.- O pai e o tio são bandidos?- Não! Eles são bombeiros, heróis da cidade e você deve continuar sentindo orgulho deles.- Então por que eles estão presos?- Não sei, meu amor, é complicado... Ei, olha bem nos meus olhos e entenda: é um engano, erros acontecem, eles voltam para casa logo-logo e você não vai…