quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Obra do tempo



Procurou a noite inteira por todos os bares e por toda a praia. Buscou atrás da orelha e no bolso da calça. Ao meio-dia, vasculhou a geladeira a procura do amado, talvez num pote lacrado. Como isso poderia ter acontecido? Estava com ele ali nas mãos e, em um segundo...Bulucutufe!!!Sumiu! Será que deixou de prestar atenção a algum detalhe? Refez todos os caminhos, todas as falas e gestos, vasculhando jardins, banheiros e elevadores. Tentara de menos ou de mais? Quem sabe dentro de outra bolsa ou outro casaco? Nada importante desaparece assim, deve estar por aqui, pertinho...
Chorou muito, descabelou-se em noites insones e dias infindáveis. Depois de algum tempo, cansou de procurar e tocou a vida.
Muitos anos depois, arrumando papéis velhos numa gostosa manhã bem acompanhada, encontrou o antigo namorado esquecido na segunda gaveta da estante da sala. Olhou longamente o objeto e se perguntou por que guardara aquilo por tanto tempo. Jogou fora e continuou a limpeza.

5 comentários:

Maria de Deus Oliveira disse...

Catarina
Adorei "Obra do Tempo". Você sempre foi uma excelente escritora. Eu adicionei seu blog aos que acompanho no meu. Espero que se lembre de mim, fizemos o curso de Novos Autores no Castelinho. Tenho muitas saudades de todos vocês, mas como passei mais de três meses sem acessar o yahoo.grupos, fui deletada, mas recebo as notícias diárias, embora não possa passar recado para o grupo. Visite meu blog, leia e dê sua opinião. Um grande abraço e desejo muito sucesso.
Maria de Deus Oliveira
http://www.ecleticoemcultura.blogspot.com/

Maria de Deus Oliveira disse...

Catarina!
Parabéns pelo primeiro lugar no concurso de Crônicas Cariocas. Apesar de apenas estar exilada no Rio, você captou o espírito do carioca melhor do que ninguém.
Bjs!
Dede

Karina disse...

Catarina,
Adorei a sua crônica: descontraída e irônica! Parabéns pelo primeiro lugar! Vc escreve muito bem, tem qualidade!
Fiquei muito orgulhosa em ler o seu trabalho.
Bjs
Karina (ESG)

Anônimo disse...

Catarina,
Adorei a sua crônica: descontraída e irônica. Parabéns pelo primeiro lugar! Vc escreve muito bem, tem qualidade!
Fiquei muito orgulhosa em ler o seu trabalho.
Bjs
Karina (ESG)

Sylvia Regina Marin disse...

Amada Catarina,
Há muito tempo não visitava seu blog; não por falta de interesse, simplesmente por absoluta falta de tempo. Hoje li tudo e, como sempre, me deliciei com sua prosa tão peculiar. Parabéns pelo primeiro lugar no concurso de crônicas. Vê-se bem que o grupo que a escolheu sabia o que estava fazendo. Você é a número 1 da OLDI. Todos nós amamos você e tudo que sai dessa "cachola" doida.
Beijos.
Sylvia