sexta-feira, 9 de julho de 2010

À esquerda ou à direita?


- Mô, estamos próximos. Olha a placa do Queijão alí.

- Já é a terceira placa de queijo na estrada.

- Então. É isso que está no mapa: entrar na 3ª placa depois do Queijão.

- À esquerda ou à direita?

- Mas que mania, Marcelo, de complicar tudo! De que lado está a placa? Não é à esquerda? Então entra à esquerda, né?

- Sueli, não tô vendo nem estrada...

- Pronto. Lá vem você de novo. É por isso que a gente precisa rever a nossa relação. Você não leva a sério nada do que eu falo. Confiança zero. Trata-me como se eu fosse uma idiota.

- Ok. Entrando à esquerda.

- Não adianta disfarçar e mudar de assunto. Sei que você só concordou em entrar à esquerda porque eu questionei a falta de diálogo no nosso casamento. Pensa que eu não percebi quando, mesmo eu lendo o mapa, você com olho comprido, conferindo tudo, duvidando da minha capacidade? Minha mãe sempre disse que você não era um homem confiável...

- Eu?

- E cheio de meias palavras. É um tal de futebol com os amigos prá lá, hora-extra prá cá, atrasos inexplicáveis...E quer saber mais? Eu não preciso passar por toda essa humilhação. Sou uma mulher independente, capaz, bonita e gostosa, viu? Muito gostosa se você não sabe ou esqueceu. Saiba que ouço isso quase todo dia na rua, no escritório e até no supermercado.

- Estrada ruim, não é querida? Vai acabar com os amortecedores do carro. Meu bem, olha esse mapa de novo.

- Viu? Nem ouve o que eu estou falando. Só se preocupa com essa lata velha. Já entendi tudo. Se é assim que você quer está decidido. Eu fico com o apartamento e você com o carro e com a casa de praia que eu nunca quis essas porcarias que só dão despesas. Bem, foi bom enquanto durou. Não vamos fazer cena. Melhor resolver tudo amigavelmente, mantendo o respeito mútuo, para não traumatizar as crianças. O cachorro fica comigo, é meu companheiro fiel como você nunca foi, seu galinha. Aquela tartaruga nojenta que você ganhou numa rifa de bar pode levar contigo. Já vai tarde. As crianças ficam comigo, lógico, você não saberia o que fazer com eles. Não sabe nem em que série estão na escola. Pai desalmado.

- Mô, desculpe interromper sua partilha, mas chegamos numa pedreira abandonada com uns caras esquisitos e armados. É aqui o churrasco da sua empresa, q.u.e.r.i.d.a?

Um comentário:

Daniel Souza disse...

é por aí, bem por aí mesmo...

achismos e pré-oxítonos dispensavelmente descartáveis em esquinas de ruas...

mas é exatamente por aí...
:o)