Negativo da alma


Tirei um retrato

Do rato cego rondando meus encalços

Em preto e branco

Surto meu filme mofado

Não filmado, não listo

A imagem na parede

Revela apenas fato

Com o riso torto

E o olhar morto

Na moldura presa alma

Rota arrota

Estática.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porque o inferno se perdeu

O gato, o pinguim e um brinde.

Todo o meu pedaço