quarta-feira, 2 de julho de 2008

Porque o inferno se perdeu



Bolas de sabão explodem alopradas pelo vento
Pegá-las! Pegá-las em correria desatinada
Canta de roda a ciranda que foi minha e foi tua
No meio da rua que mandava ladrilhar
Com cerol de vidro amassado com cola polar
Batatinha-frita-um-dois-três vezes pula a perna num pé só
Amarelinha de um ao céu, porque o inferno se perdeu
No pique da bandeira hasteada no pátio da escola
Hino nacional cantado de conga e meia três quartos
Sempre desarrumados tal estratégia de queimado
Corre! Corre que lá vem bola! Topada e ronxa
Não dói nada. Nem sarampo, catapora ou febrão
Impede correr atrás de doce em dia ou noite
De São Cosme e Damião.

Um comentário:

Anônimo disse...

Só agora, mais de três meses depois, é que reparei que me traduziu algumas das expressões utilizadas, o que agradeço, e que serve sublinhar a constatação riqueza da utilização das figuras de estilo subjacentes a essas experssões tão brasileiras. Agora, gosto ainda mais do texto, porque o percebi integralmente. Parabéns e obrigado por partilhar seus textos.

valente | Email | 26-04-2007 09:19:20



São expressões brasileiras: alopradas=alucinadas, ronxa= pancada, topada=tropeço, conga=tênis de lona com a ponta branca dura, muito usado em uniformes escolares; meia 3/4= meia até embaixo do joelho para o uniforme das meninas, catapora=doença infaltil que enche o corpo de feridas feias. Tinha que saber o hino e cantar certinho, e eu, que era pequena, 1ª na fila, não podia nem disfarçar...

Catarina | Email | 24-01-2007 16:44:21



Aqui vai o meu primeiro comentário. Gostei e acho que percebi o contexto da alegoria à infância, pese embora deste lado do mar (e apesar de ter recorrido ao dicionário) não saiba qual o significado de "alopradas" (talvez sopradas, ou levadas?); "conga e meia três quartos"; "topada e ronxa"; "catapora" ... Não sei se este será o texto inaugural do seu blogue. Se o for, é o seu "Grito do Ipiranga" bloguistíco, e a alusão ao hino nacional, fez-me pensar "Será que em criança a Catarina e demais crianças tinham mesmo que saber "na ponta da língua" (memorizado) o texto do hino nacional?"... É dose ... Parabéns. Continue escrevendo, que nós cá vamos lendo!

Valente | Email | 15-01-2007 10:41:20



É mesmo: Hoje eu percebi a razão daquelas fugidas do berço aos dez mezes, no frio da Protásio Alves de Porto Alegre: era a busca da liberdade de viver na lingua mãe da gente.

YvanioKunha | Email | Homepage | 04-01-2007 21:08:08



lembrei de tudo, como vc gostava - cruzcredo - de queimado! a ronxa é uma homenagem a cecilinha? parabéns, analu mandou bem catarina. Boa sorte nos poemas. Theo

analu Cunha | Email | 11-11-2006 14:36:23