domingo, 31 de agosto de 2008

Os doze pecados


Doze meninos estavam jogando bola no campinho
Veio uma bala encontrada e ficaram onze;

Onze barrigas estavam crescendo
Veio o desespero e ficaram dez;

Dez crianças estavam estudando
Veio a miséria e ficaram nove;

Nove atletas estavam treinando
Veio o tráfico e ficaram oito;

Oito artistas estavam criando
Veio a censura e ficaram sete;

Sete agricultores estavam plantando
Veio a fome e ficaram seis;

Seis pais de família estavam trabalhando
Veio o desemprego e ficaram cinco;

Cinco jovens estavam vivendo
Veio o álcool e ficaram quatro;

Quatro belos estavam se amando
Veio a doença e ficaram três;

Três poderes estavam conversando
Veio a corrupção e ficaram dois;

Dois poderes estavam disputando
Um foi morto e outro ficou mudo;

O um poder estava cansado
Veio o sono e foi dormir cedo.

2 comentários:

Sylvia Regina Marin disse...

Querida Catarina,
Fiquei um tempinho sem te visitar e, quando cheguei, quanta coisa nova! Viva a grande escritora, que saiu da hibernação! Obrigada por brindar os amigos com seu humor ácido, sua lucidez poética!
Beijos.
Sylvia

Anônimo disse...

Catarina,

Achei esse texto muito criativo e de muita expressão.

Mais uma vez parabéns!!!

Bjs, Marília